Comentários
Autor: Julyver Modesto de Araujo
Comentário
    O artigo 209 contempla, simultaneamente, três infrações de trânsito: a transposição de bloqueio viário, a evasão de balança e o não pagamento de pedágio, sujeitando o infrator à penalidade de multa, de natureza grave, e, no caso, da evasão de balança, à obrigatoriedade de retornar ao ponto de evasão, para fim de pesagem obrigatória (artigo 278).
    O bloqueio viário definido neste dispositivo é aquele destinado à operação de trânsito, em que se impede o tráfego de veículos por determinadas vias, de maneira temporária ou permanente, por meio de dispositivos auxiliares de sinalização (cones, cavaletes, tapumes, tambores, gradis ou fitas zebradas), ou, ainda, pela atuação física do agente de trânsito (por critério lógico, somente é possível admitir a infração de “transpor bloqueio viário, sem sinalização”, nos casos em que o agente esteja presente no local; pois, de outra forma, se torna impossível, ao condutor, saber que o local se encontra bloqueado).
    As áreas destinadas à pesagem de veículos, por meio de balanças fixas ou móveis, são, via de regra, sinalizadas por placas de indicação, a fim de obrigar, aos veículos de carga, a respectiva pesagem, sendo que a fiscalização de excesso de peso encontra-se regulamentada pela Resolução do Conselho Nacional de Trânsito n. 258/07 (com as alterações das Resoluções n. 365/10, 403/12, 467/13, 503/14, 526/15, 547/15 e 604/16). Atualmente, esta infração também pode ser constatada fotograficamente, por meio de sistema automático não metrológico, conforme Resolução do CONTRAN n. 165/04 e de acordo com os requisitos constantes da Portaria do DENATRAN n. 870/10 (com alterações da Portaria n. 1.113/11).
    O não pagamento de pedágio, além da possibilidade de autuação pelo agente de trânsito devidamente credenciado para a atividade de fiscalização, também poderá ser sancionado por meio da utilização de equipamento automático não metrológico, nos termos da Portaria do DENATRAN n. 179/15.
    Importante ressaltar que esta infração deixa clara a obrigatoriedade de pagamento de pedágio, o que é, por vezes, questionado por determinados usuários da via, quanto à legalidade de sua instituição (aliás, a própria Constituição Federal apresenta argumento mais do que suficiente para conceber como legal a criação de pedágio viário – artigo 150, inciso V).
 
Os comentários publicados não refletem, necessariamente, a opinião da Empresa.

É estritamente proibido o uso e/ou publicação desse material, em qualquer meio, sem permissão expressa e escrita do autor do comentário.
Artigo 209
Capítulo XV - DAS INFRAÇÕES

Transpor, sem autorização, bloqueio viário com ou sem sinalização ou dispositivos auxiliares, deixar de adentrar às áreas destinadas à pesagem de veículos ou evadir-se para não efetuar o pagamento do pedágio:
Infração - grave;
Penalidade - multa.
 

Copyright © Perkons . Desenvolvido por Midia Arte